Signo do Mês

O Signo de Aquário

“… em Aquário, o pólo oposto de Leão e o seu signo de consumação, ele [o homem; nota do tradutor] torna-se extrovertido; não há centro ou círculo circunscrito de influência, simplesmente duas linhas de energia que saem, brotando dele para o mundo dos homens. O indivíduo autoconsciente em Leão torna-se o servidor consciente em Aquário, estando isto bem expresso nos glifos destes dois signos. O aquariano está consagrado ao serviço grupal e ao bem-estar da humanidade…” (Astrologia Esotérica, pág.142)

Aquário (20 de Janeiro – 20 de Fevereiro) é um signo associado ao elemento ar, responsável pelo pensamento, fazendo parte da cruz fixa. Por isso mesmo, os aquarianos ainda não sintonizados com a alma podem ter ideias fixas, revelando muita teimosia. São sensíveis à melhoria das condições de vida, anseiam por uma sociedade melhor, são impulsionados por uma visão futurista. Podem ser radicais, querendo mudar as coisas à força, ou ser revolucionários genuínos batendo-se por melhorar as condições da humanidade. Depois de simbolicamente ter subido a montanha e aí ter recebido a Luz da iniciação (a terceira) o discípulo tem em Aquário o dever de transmitir essa luz, servindo de maneira inovadora a sociedade do seu tempo.

Aquário é um signo regido exclusivamente pelo quinto raio, o raio da mente concreta. Tal significa que à humanidade é proposta a tarefa de se polarizar no plano mental inferior que antecede o plano da alma (o mental superior). O que está numericamente de acordo, em termos evolutivos, com o desenvolvimento da quinta raça, a ariana, na qual presentemente se encontra a Humanidade. O desenvolvimento da mente terá como consequência um extraordinário desenvolvimento da ciência e da tecnologia de uma maneira muito inovadora e até imprevisível, o que já vem acontecendo.

O glifo de Aquário é constituído por duas ondas, uma superior, outra inferior. São duas ondas mentais, representando o uso inferior da mente que tende a dividir a realidade e o uso superior da mente, intuitivo e capaz de conseguir soluções engenhosas para os problemas mais intrincados.

O regente exotérico é Urano, uma energia cuja expressão inferior pode significar muita rebelião, radicalismo, individualismo. Ao seu melhor nível, Urano, uma energia do sétimo raio, o raio de ordem e magia cerimonial, é responsável por ligar o espírito à matéria através da intuição, de levar ordem à matéria, de estabelecer redes de comunicação que conectem o mundo, de organizar ritualmente o trabalho dos grupos e assim desenvolver a consciência grupal.

Júpiter é o regente esotérico, uma energia de amor-sabedoria. As redes de comunicação estabelecidas por Urano devem ser permeadas pelo amor. A consciência de grupo, o trabalho grupal coeso, a fraternidade, são possibilitados pela capacidade de fusão amorosa deste planeta.

A Nota-Chave ao nível da alma é “Água de Vida Eu sou, derramada para os homens sedentos”. Aquário, cujo símbolo é o portador do cântaro, tem como arquétipo o servidor mundial. O servidor deve amar a Humanidade e todos os seres envolvendo-se em projectos grupais.

As energias de Aquário, vividas ao nível alma, têm como propósito maior o desenvolvimento da consciência grupal e a realização de um projecto Fraterno que inclua todos os seres e todos os reinos.