Acerca de Coisas Vulgares

Acerca de Coisas Vulgares

 ‘Um homem pensando verdade’

Estava numa loja da Empresa de Electricidade local, à espera numa pequena fila de espera para pagar algumas compras. Era uma loja agradável com empregados muito solícitos, um dos quais disse: ‘Obrigado, minha querida’ quando entregou o recibo a uma senhora. ‘Não se atreva a chamar-me ‘minha querida’. Isto é uma transacção comercial e ‘obrigado’ é mais do que adequado’. Ela bateu a porta com estrondo à saída, com o que ela pensou ser a maior dignidade.

Sentimos imediatamente a perturbação no ar – como um vento frio de uma ventoinha. De facto, ela fez desaparecer temporariamente a boa vontade natural entre os empregados e os clientes. Contudo, uma ou duas pessoas avançaram rapidamente com um pensamento e um comentário de boa vontade e, após um momento, já existia uma atmosfera de caloroso sentimento e relacionamento entre as pessoas da fila de espera.

Uma outra ilustração: recordo-me de ter tido bastante dificuldade em estacionar quando fui encontrar-me com uma pessoa na estação de camionagem e a pontualidade era importante. Parqueei por fim a alguma distância e estava a ruminar sobre o facto de que a cidade não tinha ali condições adequadas para receber os visitantes.

Quando fechei o carro, olhei para cima para uma grande casa do lado oposto, e vi um urso de peluche e uma boneca colocados estrategicamente numa janela dum quarto. A minha mente reagiu imediatamente quando imaginei um rapazinho e uma menina a colocar aí os seus tesouros para guardarem a casa. O meu ressentimento foi varrido por um sentimento de satisfação, e esse prazer permaneceu em mim até chegar a casa onde escrevi um poema acerca disso.

Usei estas duas ilustrações porque sinto que elas simplificam a seca afirmação ‘A energia segue o pensamento’. Ouvimo-la tantas vezes e, embora pensemos que conhecemos o seu verdadeiro significado, às vezes parece muito longe das nossas próprias experiências. Estes dois exemplos revelam o poder das palavras e acções nas situações mais vulgares.

E nas circunstâncias que enfrentamos neste mundo perturbado e problemático, possuímos sempre este imenso poder para elevar aqueles que encontramos. Às vezes basta uma observação enaltecedora no fim de uma conversa.

Recentemente ouvi algo na rádio, que iluminou o poder de formas-de-pensamento positivas para opor às negativas. O cónego Eric James de Londres aproveitou a expressão recente ‘annus horribilis’ da Rainha no seu discurso de Natal – uma frase da qual a imprensa aproveitou ao máximo enquanto maximizavam os problemas do ano anterior – e inverteu a frase no seu ‘Pensamento do Dia’ do Ano Novo para ‘annus miracibilis’. Descobri que esta repetição deu imediatamente esperança às pessoas e uma nova visão das possibilidades do ano novo. Nós criamos a nossa própria experiência.

Estamos a falar aqui num nível de pensamento muito simples mas importante embora, se o praticarmos em todo o tipo de situação, estamos a treinar-nos para estar conscientes do poder de elevarmos os outros a níveis mais profundos e superiores de encorajamento, cura e inspiração (Melanie U. Adams):

‘Pensamento é energia’. Permanentemente, o pensamento surge, desenvolve-se e desaparece da nossa visão mental. O rasto permanece a afectar indefinidamente a nossa atmosfera. Quando for reconhecido pela maioria que cada pensamento é uma corrente de energia, e não uma bolha de ar a desaparecer sem rasto, talvez os governos tomem nota. Cada voluntário que gaste um pouco do seu tempo diário para transmutar energia de negativa para positiva por meio do pensamento, está a ajudar a salvar o planeta.’

À medida que aprendemos a compreender a lei ‘A energia segue o pensamento’, podemos passar a usar conscientemente a imaginação e a visualização criativas. ‘A imaginação criativa desenha uma forma através da capacidade de visualização, e a energia-de-pensamento da mente proporciona direcção de vida à forma. Ela contém o desígnio’. Então surge a intuição que permite à mente contactar a Mente Universal captando uma ‘ideia espiritual’ ou uma gota da verdade pura, que a mente por via do cérebro pode trazer à expressão no plano físico. E mais, à medida que aprendemos a criar formas-de-pensamento positivas e a dirigi-las para os que necessitam, ou para o planeta, estamos a dar realmente o nosso verdadeiro contributo como cidadãos do mundo.

Se estivermos conscientes e despertos temos o enorme privilégio de servir como canais para quebrar barreiras, elevar seres humanos tristes, curar e reunificar, elevar a consciência humana, amando incondicionalmente e trabalhando com os Grandes Poderes para tornar a Humanidade numa Única Família.

Nas palavras de Alice Bailey:

‘Um homem pensando Verdade e Boa Vontade pode transformar o clima mental no seu meio envolvente e irradiar uma Luz interior que nenhuma pressão exterior pode extinguir’.

Que a ‘Energia segue o pensamento’ é uma lei da Vida. Podemos não ver sempre os seus efeitos mas com uma lei seguem-se os resultados.

Edna Holford

Um artigo publicado no © Communiqué, nº II, Maio de 1993


NA NOVA ERA, A NOTA-CHAVE DO PROGRESSO DO ASPIRANTE SERÁ O

AMOR DA HUMANIDADE

Copyright ©  The Sundial House Group & Grupo Internacional para a Meditação Criativa

(Edição do GEM autorizada para a língua portuguesa)